Carregando

Empreendedorismo real

Ser ou não um empreendedor?

  Sempre abro minhas palestras e workshops falando sobre empreendedorismo. Me considero um empreendedor desde sempre, afinal trabalho desde os 11 anos de idade – época em que pedi ajuda para meu pai para abrir minha própria bicicletaria. Quando decidi trocar a área de projetos para ser fotógrafo – vide livro Retratos de Família por Tyto Neves – um dos pontos mais fortes em meu planejamento foi entender o mercado fotográfico e atuar como empreendedor. Defendo que um bom empreendedor, ou seja, um empreendedor de sucesso deve atuar em alguns cenários possíveis dentro de sua área, prospectar novos negócios e acreditar em seus sonhos.   Em 2010 sonhei em realizar um concurso fotográfico, para apresentar ao mundo a cidade onde nasci. Entre sonhar, cair da cama, levantar e finalmente conseguir publicar meu primeiro concurso foram quase 3 anos. Confesso que, sem o apoio da família, dos amigos, e de alguns incentivadores, tal feito seria impossível, além – óbvio – do prejuízo financeiro, afinal promover cultura é uma árdua tarefa, que por vezes esbarra em conflitos políticos, sociais, territoriais e econômicos. Pois bem, ao término do primeiro concurso , o sonho se transformou em algo tangível – uma linda revista impressa e distribuída gratuitamente.   Graças ao patrocínio de 4 empresas (Comercial Rodrigues, ADV, Hanier, Têxtil Guerreiro) – conseguimos finalizar o projeto, pagar as impressões e também os prêmios em dinheiro. A história poderia ser mais longa, mas meu objetivo com essa postagem é outro: Apresentar a você, que chegou até aqui, um caso de empreendedorismo de sucesso, o Concurso Fotografe Nova Odessa. Acesse a página, curta todo o conteúdo e conheça uma cidade através do olhar de seus moradores. Estamos na segunda edição do concurso, que nessa etapa conta com apoio estadual, graças ao apoio do amigo Deputado Aldo Demarchi. Se tiver a oportunidade de visitar, morar, conhecer Nova Odessa, participe também do concurso, afinal temos R$ 2.000,00 em prêmios, além da publicação da Revista Fotografe Nova Odessa #02. Outro ponto a destacar nesse post é uma dica pessoal:   Mesmo que você caia da cama durante o sonho, se levante, sacuda a poeira, e volte a sonhar. O próximo será o Fotografe São Paulo – mas isso é assunto para outra postagem.   Bjs e abraços. Tyto Neves